sábado, 31 de agosto de 2013

O LOBO E O CORDEIRO






http://allainjules.com/2013/08/31/vladimir-poutine-syrie-la-presse-mainstream-traficote-les-propos-du-president-russe/



Publicado em 29/08/2013

A escória no poder nos EUA diz que é 'moralmente obsceno' usar armas químicas (comparar com as atrocidades cometidas pela 'Frente Al Nusra', grupúsculo treinado e financiado pela CIA para inculpar as tropas do governo). Com toda a porcaria tóxica que jogaram no Vietnã e todas as crianças iraquianas que eles massacraram com urânio por muitas gerações vindouras..."

http://allainjules.com/2013/08/31/au-nom-de-lucifer-syrie-nous-allons-vous-bombarder-cette-nuit-de-samedi/



Haec propter illos scripta est homines fabula qui fictis causis innocentes opprimunt.
"Esta fábula dirige-se àqueles que sob falsas alegações oprimem os inocentes." - Gaius Iulius Phaedrus


"-- Cur turbulentam fecisti mihi aquam bibenti?"


http://www.intratext.com/IXT/LAT0092/_P1.HTM

Atualização da fábula: Desde antes de Fedro, e de Esopo, sabe-se que "Contra a Força não há Argumento". Mas o cordeiro bem armado poderá jantar o lobo.




MANIFESTO DOS MAOÍSTAS GALEGOS

"GUERRA Á GUERRA !

Diante unha nova acción de agresión aberta contra Siria polas potencias imperialistas EE.UU, Reino Unido, Francia, Turquía, da OTAN e dos sionistas do Estado de Israel desde o Comité de Construción do Partido Comunista maoísta da Galiza manifestamos:

1º Estamos diante dunha nova guerra imperialista para o reparto do mundo e das súas riquezas naturais. Unha guerra imperialista de agresión, rapiña e codicia.

2º Nada do que fagan o digan é en beneficio do pobo sirio. Non é máis que unha nova guerra de conquista por moito que falen de liberdade. Que ninguén se engane! Estamos nos comezos dunha nova guerra cruel e sanguenta.

3º É o noso deber internacionalista denunciar esta nova agresión na que o Estado español coopera de forma vergonzante permitindo o uso das bases aéreas e navais para a destrución dun pobo como o sirian que ven sufrindo unha cruenta guerra interna.

4º Reafirmar que o único camiño de liberación dos pobos é a Guerra Popular tanto contra o imperialismo estranxeiro coma a propia oligarquía opresora.

Polo exposto facemos un enérxico chamado ao noso pobo, ás súas organizacións políticas, sindicais e masas así como aos intelectuais progresistas a mobilización contra esta nova guerra.

Que nas rúas dos nosos pobos e cidades sone un mesmo berro:

GUERRA Á GUERRA !"

Galiza, 29 de agosto do 2013

Comité de Construción do Partido Comunista maoísta da Galiza

http://nuevademocraciapanama.blogspot.com.br/2013/08/galicia-pronunciamiento-de-los-maoistas.html



A Síria enfrenta o terrorismo (Ing)



Christof Lehmann (nsnbc) - "Em uma das declarações mais fortes da diplomacia russa em resposta às alegações ocidentais de 'evidências' de uso de armas químicas pelo governo sírio, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, denunciou essas afirmações como 'totalmente absurdas' e como uma 'provocação' .

Putin desafiou os Estados Unidos a apresentar 'suas supostas evidências' ao Conselho de Segurança da ONU, qualificando a idéia de que o governo sírio usou armas químicas contra seu próprio povo 'um disparate total' e as táticas ocidentais 'uma provocação'.

O presidente russo sublinhou que a Rússia acha as acusações inaceitáveis, e a idéia de lançar ataques militares ainda mais. Putin sublinhou que qualquer ataque realizado sem a aprovação do Conselho de Segurança da ONU constituiria uma violação do direito internacional.

Putin disse que o presidente dos EUA, Barak Obama, deveria considerar as consequências políticas de um ataque militar e o sofrimento de civis inocentes. Ressaltou sua certeza de que a estratégia de intervenção militar na Síria é uma medida de contingência externa, e uma resposta direta aos avanços militares recentes do governo sírio, que expulsou os rebeldes de suas posições mantidas há longa data.

O porta-voz  russo do Ministério das Relações Exteriores, Alexander Lukashevich , salientou que 'Qualquer uso unilateral da força sem autorização do Conselho de Segurança da ONU, não importa o quão limitado, será uma clara violação do direito internacional, que vai minar as perspectivas para uma resolução política e diplomática do conflito na Síria e levará a uma nova rodada de confrontos e novas vítimas'. Lukashevich também destacou a inexistência de qualquer prova do uso de armas químicas.

A suposta 'prova do uso de armas químicas' insistentemente reiterada por autoridades norte-americanas, incluindo o secretário de estado John Kerry, é descrito em um documento dos EUA intitulado 'Avaliação do governo dos EUA sobre o uso de Armas Químicas pelo Governo Sírio em 21 de agosto de 2013'. O documento começa e termina com declarações de 'alta confiança', mas não apresenta qualquer prova concreta. [*]

Inteiramente omitido pela mídia ocidental, bem como pelos governos ocidentais e do Golfo Árabe, é o fato de que planos detalhados para lançar uma campanha militar em grande escala contra a Síria, incluindo o uso de armas químicas, foram conhecidos e publicados desde junho de 2013.

Inteiramente omitido na mídia e nas narrativas dos governos ocidentais é também o resultado do relatório de uma equipe de peritos da Rússia sobre o uso de armas químicas em Khan al-Assal. O resultado aponta, de acordo com declarações oficiais russas, insurgentes apoiados por estrangeiros, e não o governo sírio. Além disso, é altamente provável que o massacre em Khan al-Assal, logo após o emprego de armas químicas pelos insurgentes, tenha sido cometido com o propósito explícito de eliminar as testemunhas oculares.

À luz da evidência disponível apontando para o uso premeditado de armas químicas por insurgentes com apoio estrangeiro, e da falta de substância no relatório em que os EUA baseiam suas reivindicações de legitimidade para lançar uma guerra ilegal, as palavras fortes do presidente russo, como 'absurdo total' e 'provocação' não são apenas compreensíveis, mas o mais próximo da verdade a que se pode chegar."

http://nsnbc.me/2013/08/31/putin-chemical-weapons-claims-utter-nonsense-provocation/


Anos 80 - Discurso de Hafez al-Assad contra as monarquias árabes e os EUA


Sanaa / Iemen: Dezenas de milhares de iemenitas afirmam a sua solidariedade com a Síria.

Publicado em 30/08/2013

Protestos em Londres, Tunísia, Austrália, Espanha, Jordânia e Iêmen contra o ataque imperialista à Síria




sexta-feira, 30 de agosto de 2013

ENCENAÇÃO COM MORTOS REAIS


Vídeo postado na véspera do alegado ataque



28/08/2013 - Conferência de imprensa de Bashar al Jaafari, delegado permanente da Síria na ONU (Fr)


"CONFISSÃO: terroristas admitem mau uso de armas químicas na Síria.

O atentado com armas químicas na Síria, trompeteado incansavelmente pelas mídias americana e francesa, foi uma farsa. Os terroristas fizeram uma confissão completa a Dale Gavlak, repórter da Associated Press.

Rebeldes sírios em Ghouta, nos arredores de Damasco, admitiram à repórter que rebeldes foram os responsáveis ​​pelo incidente com armas químicas que ocorreu na semana passada. As potências ocidentais acusaram as forças de Bashar Al-Assad, ora revela-se que as vítimas foram resultado de um acidente causado pelo manuseio inadequado de armas químicas fornecidas aos rebeldes pela Arábia Saudita.

'Muitos acreditam que os rebeldes receberam as armas químicas através do chefe da inteligência saudita, o príncipe Bandar bin Sultan', escreveu Gavlak."

http://allainjules.com/2013/08/30/aveu-syrie-les-terroristes-avouent-une-mauvaise-manipulation-des-armes-chimiques/comment-page-1/#comment-331975






- O presidente al_Assad à delegação do Iêmen: a Síria defender-se-á contra qualquer agressão
- A Rússia envia novos navios ao Mediterrâneo
- Rússia e China: os planos ocidentais para uma intervenção militar contra a Síria são um desafio explícito à Carta das Nações Unidas
- Irã: O general iraniano Jaafari alerta para impacto de uma intervenção militar na Síria
- Parlamento venezuelano: A ameaça de agressão contra a Síria é uma violação flagrante do direito internacional
- As Forças Armadas avançam na perseguição aos terroristas na periferia de Damasco
- O Exército controla as fazendas ao sul da cidade de Palmira
- Fonte Militar: Muitos esconderijos terroristas destruídos em Daraa e Quneitra



DISCURSO DE NASRALLAH (Fr)

Publicado em 29/08/2013 - "A Rússia anunciou planos para implantar um navio anti-submarino e um cruzador lança-mísseis no Mediterrâneo, em meio à escalada da retórica ocidental de guerra contra a Síria. 'A bem conhecida situação a moldar-se no Mediterrâneo oriental reclama certas correções na disposição das forças navais', afirmou na quinta-feira uma fonte não identificada no Estado-Maior russo citada pela agência de notícias russa Interfax. 'Um grande navio anti-submarino da Frota do Norte vai se juntar a eles (as forças navais russas existentes) nos próximos dias. Posteriormente, será acompanhado pelo Moskva, um cruzador lança-foguetes da Frota do Mar Negro', acrescentou a fonte . Moscou se opõe fortemente a qualquer ataque militar contra a Síria, e o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, acredita que tal movimento vai desestabilizar gravemente a região. No começo do dia, o Ministério das Relações Exteriores russo citou o vice-chanceler Gennady Gatilov declarando que 'os planos de alguns estados para infligir um ataque militar contra a Síria são um desafio indisfarçável às principais disposições da Carta das Nações Unidas e de outras normas do Direito Internacional'. A retórica de guerra contra a Síria ganhou força depois que os militantes que operam no interior do país e da oposição síria apoiada pelo estrangeiro afirmaram em 21 de agosto que centenas foram mortos em um ataque químico do governo em redutos de militantes nos subúrbios de Damasco de Ain Tarma, Zamalka e Jobar. Damasco rejeitou categoricamente as acusações. Desde 27 de agosto reforçaram-se as especulações sobre a possibilidade de um ataque militar contra a Síria. Os meios de comunicação noticiaram planos dos EUA para possíveis ataques cirúrgicos, na forma de 'ataques de mísseis', que 'podem ​​contar com quatro destróieres dos EUA no Mar Mediterrâneo'. Irã, Rússia e China, entre outros países, alertaram contra a intervenção militar estrangeira na Síria. Enquanto isso, relatórios indicam que a Grã-Bretanha enviou seis jatos Typhoon à sua base de Akrotiri no Chipre."
http://allainjules.com/2013/08/02/video-trouille-menaces-etats-unis-fermeture-des-ambassades-en-pays-musulman/





Publicado em 23/09/2012 - O SISTEMA ANTI-AÉREO S-300

ARTES DOS RATOS


"EXÉRCITO SÍRIA LIVRE"


Jabhat al-Nusra - VÍDEO AUTO-GLORIFICANTE


Campo do Terror da Jabhat al-Nusra em Lataquia



Publicado em 02/08/2013 - MANIFESTAÇÃO ESPONTÂNEA EM DAMASCO EM APOIO AO EXÉRCITO



Divulgamos alhures este vídeo como uma festinha de ratos interrompida por um morteiro. Mas esta versão do vídeo explica que se trata de um soldado capturado que seria utilizado como homem-bomba contra o Exército. Aqui ele consegue detonar uma carga explosiva, levando consigo os inimigos. Um herói, portanto.



Deir ez-Zor, Leste da Síria: Terroristas roubam petróleo cantando

A operação em Al Kabun. Parte 8.2. A estação de ônibus.


Os cadáveres de combatentes estrangeiros nas ruas de Dārayyā - 13/12/2012 Vídeo da 'limpeza' de Damasco: subúrbio de Dārayyā. O exército sírio expulsa os terroristas dos bairros que ocupa. Nas ruas se encontram os corpos dos militantes mortos, geralmente de origem estrangeira. Entre os mortos há cidadãos da Líbia, Líbano, Arábia Saudita e até mesmo a Austrália. Também no campo de batalha foram descobertos dinheiro do Reino da Arábia Saudita e da Líbia. Recuando, os terroristas deixaram para trás um enorme fracasso e vários engenhos explosivos não detonados.






Atiradores do Exército e Sergei Berezhnoy em Darayya - Publicado em 01/02/2013



A PALESTINA SOB ARMAS QUÍMICAS


Enviado em 06/02/2011: Bombas de fósforo!

"67 escolas foram bombardeadas por Israel nos 22 dias de guerra, cinco escolas da ONU foram riscadas do mapa por Israel. Depois de 22 dias de guerra, 1.317 mártires - um terço deles eram crianças..."


23/8/2013 - As forças israelenses atacaram fiéis na aldeia de Kafr





EGITO



Publicado em 14/08/2013 - Snipers (atiradores) no telhado de um hotel alvejam a multidão. 

Irmãos muçulmanos morrem carbonizados

http://allainjules.com/2013/08/14/video-egypte-des-freres-musulmans-carbonises-par-un-bombardement-de-la-police-egyptienne/



"Depois de incendiarem a Diocese da Igreja Ortodoxa Copta em Sohag, os gentis Irmãos Muçulmanos tomaram um carro da polícia, que eles também queimaram, e atiraram contra a polícia."

O GENERAL SISSI, QUE DA ANORÉXICA PRINCESA AUSTRÍACA SÓ TEM O NOME, E QUE ALLAIN JULES QUALIFICA DE "DIGNO HERDEIRO DE NASSER", FECHOU, EM APOIO À SÍRIA, O CANAL DE SUEZ AOS NAVIOS DE GUERRA AMERICANOS. O IRAQUE TAMBÉM FECHOU SEU ESPAÇO AÉREO PARA OS BOMBARDEIROS.

NASSER E A IRMANDADE MUÇULMANA



Nasser na Bahia, caracterizado como Dorival Caymmi
"O QUE É QUE A BAIANA TEM?"



Sissi



quinta-feira, 29 de agosto de 2013

SABATINA MORTAL

video


"Este vídeo filmado pelos 'rebeldes' na Síria, publicado em 24 de agosto, mostra as atrocidades cometidas diariamente contra os civis sírios.

Os bárbaros que friamente atiram em três motoristas pobres pertencem ao grupo terrorista 'Estado Islâmico do Iraque e do Levante', a nova força crescente nas áreas da Síria chamadas 'libertadas'.

Um dos motoristas é alauíta. Os outros dois, não está claro.

Pergunta-se-lhes como orar da maneira sunita. Quantas vezes nos prostramos de manhã, à tarde e à noite.

A paisagem que vemos é do Leste da Síria, talvez Deir Ez Zor, talvez Bou Kamal, talvez mais para o norte, ao lado de Hassake."

Silvia Cattori

http://allainjules.com/2013/08/25/video-crimes-laches-syrie-la-video-quaucun-media-mainstream-ne-diffusera-jamais/


"O Ocidente sempre viveu e sobrevive somente pela rapina. Todas as suas ações sempre tiveram como base uma mentira acompanhada de clamor e fúria. Quando o presidente dos EUA, inexpressivo, diz que 'Os Estados Unidos concluíram que o governo sírio está por trás do ataque', assim sem provas, ele pede ao Mundo, uma vez que são os Estados Unidos, que acredite na sua palavra.

Com o financiamento e armamento desses terroristas que violam, matam, saqueiam, dizer que não podem cometer tal crime é zombar da nossa inteligência, pouca que seja. A verdadeira impunidade é eles poderem sair dizendo qualquer coisa para violar o Direito Internacional tão gravemente. Vamos basear a nossa visão em alguns fatos irrefutáveis:

- Não há absolutamente nenhuma prova ou mesmo um fragmento de evidência, quanto menos uma confirmação de que o governo Assad realizou o suposto ataque químico ocorrido na periferia de Damasco.

- Os inspetores da ONU foram à Síria a pedido direto do governo sírio, que vem insistindo desde... março de 2013. Portanto, foi a ONU que se atrasou para vir provar o uso de armas químicas na Síria e, portanto, o governo Assad coopera com a ONU.

- Perturbador, o ataque ocorreu a poucos quilômetros da equipe de inspetores da ONU, no mesmo dia de sua chegada a Damasco. Quem pode então acreditar no uso dessas armas por parte do Governo sírio e não pelos seus inimigos ?

- Carla Del Ponte, membro da Comissão de Inquérito Independente para a ONU sobre a Síria, deu uma entrevista em maio de 2013, a uma rede de TV italianófona em seu país natal, a Suíça. Ela disse que foram os 'rebeldes' que usaram armas químicas. A imprensa, em seguida, falou de 'declarações irresponsáveis'. Por quê?

- Em maio de 2013, 12 membros da Frente al-Nosra foram presos na Turquia. Eles estavam em posse do infame gás-dos-nervos Sarin, que foi usado no ataque recente. [ http://defesadalibia.blogspot.com.br/2013/05/libia-prossegue-barbarie.html ]

- Em janeiro de 2013, o jornal britânico 'Daily Mail' informou que os 'rebeldes' tinham planejado um ataque químico, que iam imputar ao Governo sírio para justificar a intervenção dos EUA. A reportagem foi baseada em e-mails de traficantes de armas. [http://web.archive.org/web/20130130091742/http://www.dailymail.co.uk/news/article-2270219/U-S-planned-launch-chemical-weapon-attack-Syria-blame-Assad.html ; http://imranhoseinfr.wordpress.com/2013/08/29/larticle-du-daily-mail-du-29-janvier-2013-operation-usa-qatar-pour-une-attaque-chimique-en-syrie-sous-fausse-banniere/ - N.T.]

- O dr. Ake Sellstrom , chefe dos inspetores da ONU na Síria, questionou a credibilidade dos acusadores. De fato, os relatórios do ataque são extremamente contraditórios. Uns indicam que há mais de 1.300 mortos, outros falam de menos de 200 e, finalmente, 350 mortos.

- A ONG 'Médicos Sem Fronteiras' também adianta que o seu relatório não se baseia em suas próprias informações mas nas que recebeu de um grupo rebelde sírio. De grande credibilidade, é claro. [N.T.: essa ONG, com enfermarias montadas perto da fronteira turca, só faz atender ratos feridos, e portanto dá apoio logístico à invasão: http://nsnbc.me/2013/08/26/doctors-behind-syrian-chemical-weapons-claims-are-aiding-terrorists/]

- O vídeo do suposto ataque foi postado na internet pelos 'rebeldes', algumas horas antes do suposto ataque. As imagens mostram em algumas cenas que trata-se de atores, ainda mais que o sarin é devastador.

- Os Estados Unidos pediram em vão à equipe de inspeção da ONU para interromper seu trabalho. Eles insistiram em ficar mais 4 dias para completar as suas investigações e determinar a verdade dos fatos."

http://allainjules.com/2013/08/29/video-la-blague-du-jour-syrie-je-nai-pas-encore-pris-de-decision-barack-hussein-obama/



EM 15/6/2011 O POVO SÍRIO SAIU ÀS RUAS
COM A MAIOR BANDEIRA DO MUNDO



Grande manifestation pro-Assad à Damas por euronews-fr



http://martinher85.wordpress.com/2013/08/27/pueblo-sirio-sale-a-las-calles-con-la-bandera-mas-larga-del-mundo/

http://www.resistir.info/moriente/cartalucci_18set12.html


terça-feira, 27 de agosto de 2013

SÍRIA: AS ARMAS QUÍMICAS DOS RATOS



Publicado em 25/08/2013

"Um vídeo chocante rodado na Síria mostra, da forma mais clara possível, mercenários no processo de carregamento de uma arma com uma garrafa de produtos químicos. Note-se que os terroristas estão usando um sistema de ignição à distância para se protegerem do gás que poderia escapar no lançamento das ogivas químicas. Exatamente: eles acionam o disparador e fogem. E mesmo após o tiro não vemos nenhum desses criminosos voltar rapidamente para o canhão. Para recapitular, em Maio de 2013, na Radio-Television suíço-italiana (RSI), Carla Del Ponte, membro com absoluta credibilidade da Comissão de Inquérito sobre a Síria do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, fez uma declaração sensacional que não agradou às potências ocidentais que intervêm na Síria: 'Temos evidências sobre o uso de armas químicas, em particular sarin. Não pelo governo, mas por seus opositores'..."

http://allainjules.com/2013/08/26/video-arnaque-syrie-que-va-frapper-le-gang-des-barbares-dans-la-semaine-en-bombardant-la-syrie/




"O porta-voz do grupo ameaça usar armas químicas em ataques contra as aldeias alauítas circundantes. Para nos convencer de sua determinação, os rebeldes aplicam os gases químicos em um compartimento e nele colocam coelhos. O efeito é quase imediato. Vemos os pequenos mamíferos morrerem em menos de cinco minutos... Os produtos químicos usados pelos terroristas ​​são, aparentemente, produzidos pela empresa turca Tekkim (a partir de 7 min 22)."


MANIFESTO DOS RATOS VENENOSOS (Ing)


Publicado em 27/07/2012





Documentário exclusivo da TV russa Rossiya 24 - Publicado em 10/8/2013 (Esp)

http://libia-sos.blogspot.com.br/2013/08/hipocritas-malditos-asesinos.html#.UhvjkNLVCSo




Publicado em 26/08/2013: [Occidente no puede presentar pruebas de que el Gobierno sirio haya participado en el ataque con armas químicas, pero declara que la 'línea roja' ya se ha cruzado", denunció el canciller ruso, Serguéi Lavrov, en una rueda de prensa. Con la histeria que rodea el empleo de armas químicas en Siria se buscará alterar la convocación de la siguiente conferencia internacional sobre la situación en el país árabe, algo que ayuda a la oposición siria y a los partidarios de la resolución militar del conflicto. Así lo declaró el ministro ruso de Exteriores; Serguéi Lavrov. "La información sobre un ataque con armas químicas apareció en el mismo momento en que los expertos rusos y estadounidenses se preparaban para su próximo encuentro dedicado a la organización de la segunda conferencia en Ginebra. Sin duda alguna, la histeria actual alterará la reunión. Posiblemente este sea uno de los objetivos que persiguen los autores de esta noticia", añadió. "Occidente afirma tener información segura sobre que los culpables son las autoridades sirias. Dicen que Siria ha cruzado la línea roja, pero estas declaraciones contradicen a los acuerdos de la cumbre de la paz del Ginebra II", denunció. "Según los acuerdos logrados en la segunda cumbre de Ginebra, cualquier información sobre el presunto uso de armas químicas en Siria tiene que ser investigada de manera escrupulosa y profesional. Los resultados de esta investigación deben presentarse ante el Consejo de Seguridad de la ONU. Aquellos que se niegan a respetar este acuerdo en realidad intentan sustituir a los expertos y al Consejo de Seguridad", dijo Lavrov. Un cambio del poder en Siria no significará el fin de la guerra civil "Insistimos en investigar el empleo de armas químicas en Siria; hace falta analizar también la información que circula por internet", afirmó. Según el canciller ruso, un cambio del poder en Siria no significará el fin de la guerra civil. "Si alguien piensa que todo se acabará tras bombardear la infraestructura siria y luego abandonar el campo de batalla para que los adversarios del Gobierno ganen, que se lo quiten de la cabeza. Incluso si ellos vencen, la guerra civil seguirá", manifestó Lavrov. "No se puede librar una guerra contra un régimen solo porque no te gusta el dictador que lo encabeza. Y no se puede estar en paz con otro régimen porque te cae bien su líder. Por eso en esta situación hay que abstraerse de las aficiones subjetivas", puntualizó. Según el ministro ruso de Exteriores, los expertos de la ONU que trabajan en Siria no tienen autoridad para establecer quién es culpable del uso de armas químicas. Eso debe decidirlo el Consejo de Seguridad después de analizar toda la información de la que dispone. "Las competencias de los inspectores que están ahora en Siria les autorizan a determinar si tuvo lugar el empleo de sustancias químicas prohibidas por las convenciones internacionales y cuál fue la sustancia utilizada. Sus competencias no les permiten establecer veredicto acerca de quién empleó estos productos químicos, ya sea el Gobierno o uno de los muchos grupos de la oposición ", aclaró. "Rusia no va a llevar una guerra contra nadie", manifestó Lavrov.]




Publicado em 26/08/2013 - Em Wadi al-Nassara, um vale pontilhado de aldeias cristãs no oeste da Síria, a população chama o exército árabe sírio para defendê-la contra a ameaça dos jihadistas.



Publicado em 25/08/2013 - Exército Árabe Sírio encontra armas químicas em túnel de ratos


No Canadá, cristãos ortodoxos rezam pela Síria

Montréal - "O Vigário Patriarcal da Igreja Ortodoxa Grega, Louka al-Khoury, realizou na igreja de St. Nicolas, na cidade canadense de Montreal uma oração pela restauração da segurança na Síria e pela libertação dos dois metropolitas Boulos Yazaji e Yohanna Ibrahim, seqüestrados por terroristas nos subúrbios de Alepo. Em seu sermão, o bispo al-Khoury enfatizou a escala da destruição cometida na Síria por terroristas apoiados por alguns países ocidentais. 'Permanecemos com a nossa pátria. Vamos defendê-a até conseguir a vitória', assegurou, acrescentando que a Síria necessita assistência material, bem como apoio aos expatriados sírios para revelar a realidade do que está acontecendo na Síria." - SANA

Al-Miqdad:
A acusação de que o governo usou armas químicas é uma grande mentira.


"O Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros e Expatriados, Faisal al-Miqdad, disse que a Síria tinha respondido favoravelmente a todas as exigências do grupo da ONU encarregado de investigar o uso de armas químicas, pela sua confiança no fato de que são os terroristas que usaram essa arma imoral. Em uma entrevista com o correspondente do canal americano CNN em Damasco, al-Miqdad disse que os inspetores podem iniciar imediatamente o seu trabalho. Al-Miqdad disse que a acusação de que o governo sírio de ter utilizado armas químicas é uma grande mentira, porque na Síria há um governo responsável, citando a presença de inimigos irresponsáveis ​​que veiculam esses rumores e agem de maneira desumana. 'O governo sírio não usa armas químicas, se ele as tem, contra o seu povo' assegurou, indicando que as seqüências de vídeo que abordam estas alegações são fabricadas. Respondendo a uma pergunta sobre uma possível intervenção militar dos Estados Unidos na Síria, Miqdad disse: 'Quando eles preparam tais atos, somente matam pessoas inocentes'." CNN - 26/08/2013


BASTIDORES

"Por que os europeus e americanos hesitam em tomar uma ação contra a Síria no Conselho de Segurança das Nações Unidas, contra a alegada utilização pela Síria de armas químicas em Ghouta? Fontes árabes sugerem que as missões norte-americana e ocidentais tenham recebido a história real de armas químicas. A história não foi distribuída oficialmente, mas é apoiada por documentos russos e imagens de satélite do campo de batalha, em Ghouta. Segundo fontes, a delegação russa apresentou os documentos durante uma reunião do CSNU na sexta-feira. Durante a reunião, os norte-americanos não apresentaram quaisquer documentos que contradigam os documentos russos, uma vez que os satélites norte-americanos chegaram a conclusões semelhantes: a oposição tinha disparado os foguetes químicos. O representante sírio na ONU, Bashar Jaafari voltou rapidamente de Damasco para Nova York para fornecer as evidências que sustentam a posição russa. Enquanto isso, fontes bem informadas esclarecem que os ocidentais abstiveram-se de acusar o regime sírio, para apenas pedir uma expansão das investigações, devido às imagens que os russos entregaram. As imagens mostraram que os foguetes foram lançados a partir de Duma em 01:35 na quarta-feira. Foi observado que os países ocidentais não se baseiam em suas referências, mas sim nas declarações da 'Coalizão da Oposição da Síria' para acusar o regime sírio. Com base na informação da Rússia, os dois foguetes foram fabricados internamente para transportar produtos químicos. Eles foram lançados a partir de uma área controlada pela 'Liwaa al-Islam', liderada por Zahran Alwosh. O grupo é considerado como uma das forças mais proeminentes da oposição armada em Ghouta, que inclui cerca de 25 mil combatentes, distribuídas entre Irbin, Zamalka, Sakba, Kvrbtna, Ain Tarma e al-Moadamyieh. Os foguetes visavam responder à operação 'Escudo da cidade', a maior operação militar realizada pelo exército sírio na periferia da capital desde o início do conflito. Um dos foguetes caiu em Jobar perto da cidade velha, e o outro em uma área entre Irbin e Zamalka. Enquanto isso, um batalhão com 13 grupos armados reuniu-se na região e colocou-se sob o comando de al-Nusra Frente para lutar contra o exército sírio."


FILMES FORJADOS (MAS AS MORTES PODEM SER REAIS)






Publicado: 22 ago 2013


Publicado: 25 ago 2013

DOCUMENTÁRIO (Fr)



sábado, 17 de agosto de 2013

PERCALÇOS DO FUTEBOL PALESTINO


"CAMPO DA PAZ" - Trailer

16/8/2013 - "A Associação Palestina de Futebol (PFA) acusou Israel de impedir a entrada de várias equipes juvenis árabes na Palestina, e exige a exclusão de Israel da FIFA (Federação Internacional de Futebol).

O presidente da PFA, Jibril al-Rujub, disse ontem em Ramallah que a Associação Palestina de Futebol exige a exclusão de Israel da Associação Mundial. Jibril al-Rujub ainda disse que Israel precisa do cartão vermelho da FIFA 'porque o cartão amarelo já foi mostrado há muito tempo'.

A PFA é o principal órgão de futebol no território palestino, e também da equipe nacional de futebol da Palestina.

De acordo com as declarações do presidente Jibril al-Rujub, vários jovens jogadores de futebol e funcionários foram incapazes de viajar para o Campeonato da Ásia Ocidental U17 porque Israel negou sua entrada na Palestina. O Campeonato da Ásia Ocidental U17 deve começar na Palestina, na quinta-feira.

Jibril al-Rujub disse que três treinadores da Jordânia, dois funcionários dos Emirados Árabes Unidos, bem como 13 jovens jogadores de futebol e vários funcionários da equipe iraquiana foram barrados. De acordo com Jibril al-Rujub, a PFA não aceitará compromissos da FIFA em relação a essa injustificável proibição."

http://www.syrianews.cc/palestine-fifa-exclusion-israel/


Al Arabiya - "As autoridades israelenses curvaram-se às pressões da União das Associações Européias de Futebol (UEFA) e permitiram o acesso transfronteiriço aos participantes do 4º Campeonato Juvenil da Federação de Futebol da Ásia Ocidental (WAFF), a ser realizado na Palestina, informou a AFP."

http://english.alarabiya.net/en/sports/2013/08/16/Israel-grants-youth-Arab-football-teams-entry-to-Palestine.html




LÍBIA

Prosseguem combates na Líbia entre os apoiadores da Fraternidade Muçulmana e demais facções de ratos. Em Trípoli, escaramuças freqüentes entre ratos de Misrata e Zintan. Em Bengazi a população e grupos não identificados atacam os membros do governo fantoche (CNG). Mais de 50 deles foram executados desde Julho, e alguns seqüestrados. Fugas em massa das prisões. Segundo as autoridades, eram presos acusados de "crimes graves", o que geralmente significa apoiar a Jamahiriya. No Sul, as tribos Tobu e Tuareg lutam para expulsar os ratos pró-CNG. Em Sirte, combates entre ratos de Rafla e Misrata. Em Ras Lanuf, o Conselho local proclamou a autonomia da Cirenaica e defende o federalismo, tendo como fator de unidade nacional a lei da Xaria.

A produção de petróleo está paralisada por greves por falta de pagamento (há meses) dos trabalhadores. O ministro das finanças alerta para a falência iminente do país. As tropas enviadas para proteger os portos tentam vender petróleo por conta própria, mas o CNG ameaça afundar os navios que se aproximarem.

Em Derna, drones dos EUA bombardeiam prédios de organizações ligadas à Al Qaeda e implicadas no ataque ao "consulado" em Bengazi em 11/9/2012. Drones dos EUA infestam também os céus de Trípoli e de Bengazi. O CNG finge indignação diante do esbulho da soberania do país.

No meio dessa bagunça, a Resistência diz estar avançando, mas não divulga suas ações armadas. Realiza congressos regionais e inter-tribais e emite manifestos, que não temos publicado por serem, naturalmente, repetitivos. (Ver p/ex. http://libya360.wordpress.com/2013/08/09/news-from-occupied-libya/ )


SITUAÇÃO DA GUERRA EM 9/8/2013




quinta-feira, 1 de agosto de 2013

GENOCÍDIO NA LÍBIA - ZVEROFORMA


"Genocídio na Líbia" - legendas em Inglês



SÍRIA

 APARECEM OS CRIMES DE GUERRA DO OCIDENTE

Finian Cunningham (PRESS TV)

"Houve um tempo, durante esses 30 meses de guerra suja secreta contra a Síria, em que os governos ocidentais e os principais meios de comunicação faziam grande alarido sobre notícias de massacres. Agora, desprezivelmente, esses governos e mídia simplesmente ignoram tais atrocidades.

Por quê? Porque é cada vez mais claro que os grupos que cometem esses crimes contra milhares de civis sírios são os mercenários com apoio estrangeiro, a quem a mídia ocidental e seus governos tentam reverenciar como 'rebeldes' que lutam pela 'liberdade e democracia'.

Essa charada está desintegrando-se rapidamente, expondo não só os criminosos governos ocidentais que patrocinam a violência contra civis, mas uma indústria de mídia inteira que também é culpada de crimes de guerra por sua cumplicidade intencional.

Isto não é mera hipérbole. Disseminar informações falsas e mentiras sobre o conflito -- à guisa de noticiário independente -- é ser cúmplice no acobertamento de crimes de guerra. Dificilmente pode haver má conduta mais grave do que dizer mentiras sobre crimes contra a humanidade.

O mais recente massacre ocorreu na cidade de Khan al-Assal, na província setentrional de Alepo. Cerca de 150 pessoas, a maioria civis, foram abatidos a sangue frio. Muitas das vítimas foram baleadas na cabeça em estilo de execução. Os grupos que reivindicaram a responsabilidade são a Frente al-Nusra e Ansar al-Khalifa, ligados à al-Qaeda.

Fontes confiáveis dizem que os assassinos tentaram encobrir seu crime bárbaro mutilando os cadáveres e queimando os restos mortais. Acredita-se que apenas alguns dias antes desta orgia de assassinatos, os mesmos grupos massacraram pelo menos sete civis na cidade de Maqbara, na província de Hasakah.

Por toda parte o exército nacional sírio faz grandes avanços contra os milicianos, e evidencia a partir dos documentos dos mortos que a maioria desses combatentes são estrangeiros da Arábia Saudita, Líbia, Jordânia, Turquia, bem como dos EUA e da Europa, incluindo Grã-Bretanha, França e Alemanha.

Durante o fim-de-semana, quando surgiram notícias dos assassinatos em massa em Khan al-Assal e Maqbara, houve um silêncio revelador nos meios de comunicação ocidentais. Uma rápida olhada em publicações como o New York Times, Washington Post, Voz da América, The Guardian, BBC, France 24, Deutsche Welle, Reuters, entre outros, não mostrou nenhum ou insignificantes relatórios sobre as atrocidades.

Uma notável exceção foi o Financial Times, com sede em Londres, que estampou: 'A oposição síria condena ataque rebelde'. O FT tentou ofuscar o assassinato em massa de civis, alegando que 'os rebeldes extremistas' teriam executado soldados do exército sírio capturados, e dando destaque à condenação desses 'abusos' pela não-entidade no exílio Coalizão Nacional Síria.

O governo sírio tem alegado consistentemente que todos esses assassinatos em massa são obra de militantes apoiados pelo Ocidente. Essa metodologia terrorista insana coaduna-se com a mentalidade takfirista de matar todos os que são considerados infiéis -- sunitas, xiitas, alauitas, cristãos, não-crentes -- todos os que não se enquadram em sua distorcida teologia fundamentalista.

O assassinato indiscriminado de civis em massacres massivos, por esquadrões da morte pró-Ocidente que operam na Síria para derrubar o governo Assad, também é consistente com os incontáveis carros-bomba que são lançados sem aviso contra mercados, ruas, hospitais e escolas em toda a Síria. Dias antes do mais recente morticínio em Khan al-Assal, um carro-bomba matou pelo menos 10 civis em Jaramana, no distrito da capital, Damasco.

Os governos ocidentais e sua máquina de propaganda, conhecida eufemisticamente como imprensa, estão ignorando estes últimos massacres. Isso é porque o seu jogo sujo acabou. Eles já não podem dissimular quem na realidade perpetra esses massacres, nem como tudo isso faz parte de uma
criminosa campanha genocida dirigida a partir de Washington, Londres e Paris."




Terroristas lançam mísseis sobre a cidade de Deraa




Seis pessoas mortas e outras 19 feridas na queda de um morteiro em um ônibus em Barzé, Damasco



Terroristas destróem carregamento de farinha para o povo passar fome


ALGUMAS PESSOAS NUNCA PERDEM A FÉ NA HUMANIDADE

O CORONEL MUSTAFÁ SHADUD FOI CONVERSAR COM OS RATOS, MATARAM-NO ONTEM

http://allainjules.com/2013/07/30/video-journal-de-syrie-du-29-7-2013-les-opposants-a-assad-iront-a-poil-aux-pourparlers-de-geneve/



Terroristas ocupam e destróem a cidade curda de Tel Ebiad



Curdos dançam celebrando uma vitória sobre os terroristas



Música no mercado de Damasco

http://allainjules.com/2013/07/30/guerre-en-syrie-aveu-du-journal-le-mondelarmee-syrienne-reprend-le-controle-de-la-ville-dhoms/